exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

Internet das Coisas: SPC lança gama de produtos

De uma só vez, a marca espanhola SPC revelou aos jornalistas uma série de produtos IoT dentro das áreas iluminação, energia, segurança e conforto.

  • 333

Internet das coisas ou, simplesmente, IoT (Internet of Things). Uma expressão que representa uma tendência e uma ideia: todos os nossos dispositivos vão acabar por ficar ligados à Internet. Não apenas os aparelhos mais importantes e mais caros, mas também dispositivos tão simples quanto uma lâmpada ou um ferro de engomar – como é que a tecnologia ainda não resolveu o problema de engomar a roupa é outra discussão. As vantagens são óbvias: um controlo apurado e inteligente da tecnologia. Hoje em dia esta tecnologia já é uma realidade em muitas casas onde já é possível controlar sistemas como as persianas, o ar condicionado e a iluminação remotamente.

Claro que a grande maioria das casas ainda não traz este tipo de equipamento de série, mas é possível adicionar pelo menos parte das funcionalidades IoT através de dispositivos como os apresentados pela espanhola SPC.

De uma só vez, esta marca revelou aos jornalistas uma série de produtos IoT dentro das áreas iluminação, energia, segurança e conforto. No evento de apresentação em Madrid, onde a Exame Informática marcou presença, foram várias e auspiciosas as garantias dadas pelo diretor geral da SPC, Jose San Emeterio: preços competitivos, facilidade de instalação e utilização, uma única app para controlar todos os dispositivos e compatibilidade com produtos concorrentes. Não menos importante, estes dispositivos podem ser integrados com o Assistente Google, Amazon Alexa e a app vai estar disponível para Android e iOS.

Boa parte destas funcionalidades são garantidas graças à parceria com a Tuya, um fabricante chinês cuja tecnologia motoriza muitos produtos IoT de várias marcas.

Apesar de os responsáveis terem várias vezes garantido que os preços vão ser um dos fatores de maior competitividade, a marca recusou-se a apresentar valores, limitando-se a indicar que os produtos vão chegar ao mercado nacional em outubro.

Este artigo é parte integrante da Exame Informática Semanal. Para continuar a ler clique AQUI (artigo de acesso livre).

  • 333