exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

O seu próximo Roomba vai ter ainda mais tecnologia da Google

A iRobot e a Google anunciaram uma parceria que prevê a colaboração para o mapeamento mais preciso de interiores e um potencial para integração com outros aparelhos domésticos inteligentes.

  • 333

Exame Informática

A Google e a iRobot não entraram em pormenores sobre o que a nova parceria vai permitir, mas sabe-se que o objetivo é melhorar o mapeamento do interior das casas do utilizador. O Roomba i7+ já cria mapas das divisões usando odometria e imagens de câmaras de baixa resolução, conseguindo criar horários de limpeza ou limpar determinadas zonas e é possíve usar o Google Assistant para comandar o aspirador. Agora, a ideia das duas empresas é conseguir um mapeamento de interiores mais exato e ainda a integração com outros aparelhos inteligentes em casa.

O CEO da iRobot explica ao The Verge que a colaboração prevê que um futuro robô aspirador possa ter um braço robotizado e seja capaz de ir buscar uma bebida ao frigorífico, sabendo para onde tem de ir graças ao mapeamento de todo o ecossistema de dispositivos de smart home. Michelle Turner, da Google, afirma que se pretende mais ações e menos inputs dos utilizadores: «pensamos que uma casa pensativa tem contexto e isso é algo em que o iRobot faz um trabalho excecional». A responsável revela ainda que os dados espaciais recolhidos não serão usados para o negócio de publicidade da Google.

Por outro lado, o executivo da iRobot diz que a partilha de informações será voluntária e que os utilizadores serão convidados a fornecer a sua autorização antes de ceder estes dados. Esta permissão poderá ainda ser revertida a qualquer momento. No caso do i7+, os dados dos mapas são enviados para os servidores da empresa via Wi-Fi, mas as imagens de baixa resolução captadas ficam no próprio aparelho.

  • 333