exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

Dos €979 aos €1229: Note 10 chega em versões de 6,3” e 6,8”

Paulo Matos / Exame Informática

Os Note 10 e Note 10+ estão já disponíveis para pré-compra e estarão à venda a 23 de agosto

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

Pela primeira vez, um novo Note chega em dois tamanhos diferentes: 6,3” para o Note 10 e 6,8” para o Note 10+. A Samsung apresentou oficialmente os smartphones em Nova Iorque esta quarta-feira, mas a Exame Informática teve oportunidade de os conhecer alguns dias antes em Amesterdão.

Em termos de design, destaque-se a ausência de botões na lateral direita, já que todos estão concentrados no lado esquerdo – e também não há jack de 3,5 mm. O ecrã ocupa praticamente todo o painel frontal, já que a câmara frontal de 10 MP e f/2.2 está colocada num furo. Isto significa que, mesmo no Note 10+, não estejamos perante um terminal demasiado grande para uma diagonal de ecrã tão generosa. O sensor de impressões digitais está embutido no painel frontal e mais acima do que estávamos habituados, o que traz benefícios ergonómicos para quem gosta de interagir com o smartphone com apenas uma mão.

Na traseira está uma câmara tripla: ultra grande angular de 16 MP e f/2.2 capaz de captar imagens de 123°; grande angular de 12 MP e f/1.5+f/2.4; e telefoto de 12 MP e f/2.1. Saliente-se que o Note 10+ inclui ainda uma câmara ToF.

E, já que falamos em diferenças entre os dois terminais, temos de falar na resolução do ecrã. É que o Note 10 tem 2280x1080 (401 ppi), enquanto o Note 10+ sobe para 3040x1440 (498 ppi). Ambos os Samsung têm ecrã Dynamic AMOLED Infinity-O com certificação HDR10+.

Nas restantes especificações, também há diferenças. Ambos usam um CPU Exynos 9825 de 7 nanómetros, mas o Note 10 vem com 8 GB de RAM e bateria de 3500 mAh, enquanto o Note 10+ chega aos 12 GB de RAM e 4300 mAh.

Paulo Matos / Exame Informática

Como sempre, o Note incorpora um estilete próprio e esta S Pen traz alguns retoques e novas funcionalidades. A que mais nos chamou a atenção foi a de reconhecimento de gestos quando estamos a utilizar a câmara. Assim, movimentos para o lado ou para cima com o botão da S Pen pressionado permite tirar fotos, alternar entre a câmara frontal e traseira, navegar no menu de opções, etc.

No que diz respeito à criatividade, fizemos experiências bem-sucedidas com o Live Focus Video, em que é aplicado um efeito bokeh em tempo real, e com o AR Doodle, que permite rabiscar algo numa pessoa e esse desenho acompanhar a pessoa sempre que movimentamos a câmara. Potencialmente interessantes (e à espera de confirmação quando testarmos os novos Samsung no nosso laboratório) são a funcionalidade Zoom In Mic, para captar melhor o som de um determinado local num ambiente com ruído, e o gravador de vídeo do ecrã com a possibilidade de se fazer Picture-in-Picture do utilizador.

A nível de produtividade, deixa de ser necessária uma dock específica para se utilizar o DeX, agora basta um cabo USB-C. Foi também anunciada uma parceria com a Microsoft para uma melhor integração com o Windows. Há suporte para Wi-Fi 6 e Super Fast Charging (e carregamento reversível). O Knox também marca presença para reforçar a componente de segurança. O som conta com a marca da AKG (empresa que, recorde-se, foi adquirida pela Samsung), o Bluetooth é 5.0 para um alcance até 40 metros de distância e os Note 10 contam ainda com certificação IP68.

Os novos Note estão já disponíveis para pré-compra e chegarão às lojas a 23 de agosto nas cores preto e “glow” (um degradé azul), sendo que, em mercados selecionados, também haverá os tons branco e rosa. Em Portugal, o Note 10 (com 256 GB de armazenamento) custa €979 e o Note 10+ tem dois preços: €1129 para a versão de 256 GB; e €1229 para a de 512 GB.

  • 333