exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

A Canon está a desenvolver duas novas câmaras topo de gama: uma R e uma nova EOS-1D

Talvez numa tentativa de controlar os “leaks” que têm surgido na Internet, a Canon optou por revelar alguns dados sobre novas câmaras topo de gama que está a desenvolver. Ainda antes do anúncio público, a marca japonesa convidou alguns meios de comunicação social, incluindo a Exame Informática, para sessões onde foi possível ver, mas não tocar, o protótipo da EOS-1D Mark III, a futura “mais-que-tudo” da marca japonesa.

  • 333

Comecemos pelo segmento das câmaras compactas de objetivas intermutáveis, uma área do mercado onde a Canon chegou relativamente tarde, mas onde está agora a apostar «com toda a força». Para reforçar esta ideia que nos foi transmitida por responsáveis da marca, o fabricante japonês anunciou que está a desenvolver uma R de alto desempenho, com características como duas ranhuras para cartões de memória e estabilização no corpo. A marca chama ainda a atenção para as 10 objetivas já disponíveis para as R (objetivas RF), com destaque para a nova RF de 85 mm com abertura F1.2, trabalhada para um efeito “bouquet” melhorado. Uma objetiva criada claramente para retrato que a Canon acredita que se vai tornar uma nova referência do segmento. Outra objetiva em destaque é a RF70-200, com F2.8 de abertura, estabilização até cinco passos e dois motores USM em paralelo para aumentar a precisão e velocidade da focagem automática.

Mas se ficou claro que a linha R vai continuar a crescer tanto em corpos como em objetivos, a “estrela” da marca japonesa continua a ser a reflex digital topo de gama EOS-1D. E sim, como diziam os rumores, a Mark III já está em fase adiantada de desenvolvimento e até já vimos um protótipo desta câmara (ver fotos), apesar de os responsáveis da Canon não nos terem deixado tocar na nova EOS-1D. O corpo é praticamente idêntico ao da Mark II para garantir que os fotógrafos não tenham dificuldades de adaptação. A grande novidade em termos de comandos é um género de stick tátil que não só serve para ativar o AF como para escolher um dos muitos pontos de focagem disponíveis (525 zonas AF).

Quanto às características já divulgadas, são, como seria de esperar, candidatas a recordes de desempenho. Por exemplo, o sensor de focagem automática (AF) terá 28 vezes mais definição que o atual sensor AF da EOS-1D Mark II e a câmara vai estrear um novo processador DIGIC e um novo sensor de imagem (CMOS). Esta conjugação permitirá atingir as 15 fotos por segundo com AF usando o visor ótico e até 20 fps em modo Live View (enquadramento através do ecrã LCD). Outra novidade é o suporte para cartões CFexpress, que vão permitir uma velocidade de armazenamento cinco vezes superior à disponível na atual geração. O que será utilizado para, por exemplo, gravar vídeo internamente em modo RAW e um novo modo de vídeo 4K de 50 imagens por segundo. Entre as outras novidades, destaque para um Wi-Fi integrado com muito mais velocidade de transmissão, porta de rede com o dobro da largura de banda da Mark II e um grande aumento da autonomia usando a mesma bateria.

Como é típico dos lançamentos de produtos atuais, a Mark III também incluirá tecnologia de Inteligência Artificial com base em deep learning para melhorar o desempenho e adaptar-se ao estilo dos fotógrafos.

  • 333
  • Câmaras compactas da Canon em análise: G5X Mark II e G7X Mark III

    Direto LAB

    Analisamos duas câmaras fotográficas compactas da Canon que não abdicam da qualidade e das funcionalidades procuradas por profissionais mais exigentes. O primeiro modelo é um pouco maior devido à objetiva com maior zoom e ao visor eletrónico, enquando o segundo se destaca pela qualidade de vídeo, embora com uma autonomia mais reduzida.

  • Canon apresenta novas câmaras PowerShot G

    Mercados

    A marca apostou em grande na mobilidade e na qualidade de imagem, pois estes são dois modelos leves, capazes de filmar em 4K e fazer transmissões ao vivo de conteúdos quando ligadas via Wi-Fi ou Bluetooth a outros dispositivos

  • Canon EOS RP em análise

    Direto LAB

    A nova Canon EOS RP é uma mirrorless, compacta e ergonómica, que permite mudar de objetiva. O visor digital é rápido, amplo e de elevada resolução. Há duas tecnologias que permitem o foco mais rápido e destaque para a qualidade de imagem obtida, tanto em fotografia, como em vídeo.