exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Hardware

Samsung mantém liderança nos smartphones em Portugal. Huawei volta a cair

Foto: Jung Yeon-Je

No total, o mercado português de smartphones caiu quase 5%

  • 333

A Samsung segurou a liderança no mercado português de smartphones no terceiro trimestre, segundo dados da consultora IDC. A marca sul-coreana vendeu 215 mil unidades entre julho e setembro, um crescimento de 15,7% em comparação com igual período de 2018. O desempenho positivo permitiu à Samsung assegurar uma quota de mercado de 33% – ou seja, um em cada três smartphones vendidos no mercado português é da Samsung.

A Huawei mantém a segunda posição, mas volta a registar uma quebra nas vendas. A fabricante chinesa vendeu 186 mil smartphones no terceiro trimestre, menos 2,4% quando comparado com igual período do ano anterior. Esta é a segunda quebra consecutiva registada pela Huawei no mercado português, o que de acordo com Francisco Jerónimo, analista principal da consultora IDC, é resultado da “guerra” com os EUA.

«A queda das vendas da Huawei impactaram o mercado português de smartphones no terceiro trimestre deste ano. O bloqueio que os Estados Unidos colocaram à Huawei está a começar a expor a gravidade da situação em que a empresa se encontra no segmento de smartphones», refere o analista.

«Apesar de tudo a queda foi menor que o previsto, uma vez que, durante o verão houve um esforço grande por parte dos retalhistas e operadores em escoar as unidades em stock. Com o imprevisível lançamento de novos produtos (com os serviços da Google) no futuro, a situação vai tornar-se dramática nos próximos trimestres para a marca chinesa», acrescentou ainda em nota de imprensa.

No terceiro lugar do ranking surge a Apple. A marca da maçã vendeu 67 mil smartphones em Portugal entre julho e setembro, um crescimento magro de 0,6% na análise ano após ano, mas suficiente para garantir uma quota de mercado de 10,4%.

Uma das surpresas do terceiro trimestre foi a fabricante chinesa TCL, responsável pelos smartphones da marca Alcatel, BlackBerry e, daqui em diante, também com a marca própria. A tecnológica cresceu 35,1% em comparação com o terceiro trimestre de 2018, para um total de 38 mil smartphones vendidos.

A Xiaomi, com 33 mil unidades vendidas e uma quota de 5,1% de mercado, assegurou o quinto lugar, apesar de uma ligeira quebra de 0,2% ano após ano.

No total, durante o terceiro trimestre, a venda de smartphones em Portugal recuou 4,4% em comparação com igual período de 2018: foram vendidas 647 mil unidades.

  • 333