exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Insólitos

Barbies com Wi-Fi e espírito de Siri

Os criadores da ToyTalk pretendem construir Barbies e outros brinquedos com os quais as crianças possam encetar diálogos.

  • 333

Colaborador Exame Informática

A empresa ToyTalk foi fundada em 2011 e já desenvolveu algumas apps que falam com as crianças, no sentido em que respondem às perguntas dos mais pequenos. Agora, sabe-se que a Mattel pretende incluir esta tecnologia numa próxima versão da Barbie, que até deve incluir ligações Wi-Fi para analisar o discurso da criança e produzir um diálogo construtivo, noticia o NY Times.

Os brinquedos também vão fazer parte da Internet das Coisas, essa grande tendência do mundo das TI. Estes brinquedos vão oferecer serviços personalizados, mas também vão representar um risco na privacidade de cada um. Os defensores das liberdades civis nos EUA alertam para o perigo de ter um «brinquedo sinistro a gravar tudo o que se passa nas nossas casas, sem que nós o saibamos».

Há estudos que provam, no entanto, que as crianças desenvolvem mais as suas capacidades se brincarem com brinquedos mais personalizados e que produzem um discurso adaptado.

A ToyTalk, por sua vez, apostou no desenvolvimento de um sistema que consegue entender a linguagem das crianças e responder de volta. A empresa testou ainda várias anedotas, canções, rimas e questões para oferecer capacidade aos seus brinquedos para responderem às mais diversas solicitações das crianças e criarem histórias verosímeis.

Nos brinquedos já existentes, sob a forma de apps, os pais de menores de 13 anos têm de dar o seu consentimento para o uso da aplicação, têm acesso a todas as conversas gravadas e podem escolher apaga-las.

Veja o vídeo do Hello Barbie.


  • 333