exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Insólitos

Animais robóticos ajudam a apanhar caçadores ilegais

Nos EUA, as autoridades começaram a usar animais robóticos como isco para atrair e identificar caçadores ilegais. Organizações de defesa dos animais contribuem com robôs destes para agências com dificuldades financeiras.

  • 333

Os animais taxidermizados e robotizados são colocados em zonas onde a caça é ilegal para servirem de “agentes infiltrados”. A missão é ajudar a identificar e apanhar caçadores furtivos nos EUA. Empresas como a Robotic Decoys ou a Custom Robotic Wildlife cobram entre 700 a 4800 dólares por cada animal destes.

De acordo com o Washington Post, as autoridades compram veados, raposas e ursos taxidermizados e usam-nos para atrair os criminosos. Os robo-animais são produzidos de acordo com o processo de taxidermia habitual, mas depois recebem vários motores na zona do pescoço, orelhas, caudas e pernas para simularem movimentos realistas. Os iscos não conseguem andar e estes movimentos podem ser controlados remotamente por rádio e, em breve, através de apps específicas.

A Humane Society Wildlife Land Trust ajuda as agências com orçamentos limitados e já doou réplicas destas às autoridades em 16 paises. O dono da Robotic Decoys quer aplicar o mesmo método para criar rinocerontes e ajudar a resolver o problema da caça furtiva destes animais em todo o mundo.