exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Insólitos

Computadores podem vir a ter direitos

Um professor de Oxford defende que os computadores mais avançados, com inteligência artificial, podem vir a ter direitos como os seres vivos.

  • 333

Marcus du Sautoy explica que, a partir do momento em que um gadget possa ser considerado consciente, terá de ter direitos semelhantes a um ser humano ou um animal. Na nossa era, podemos medir e identificar a partir de que momento um ser pode ser considerado consciente. «Temos um telescópio para o cérebro e isso dá-nos oportunidade de vermos o que nunca vimos», disse Sautoy, citado pela Cnet.

Num curto espaço de tempo, os gadgets podem tornar-se mais inteligentes do que os humanos e isso deveria conceder-lhes privilégios, defende este professor.

Sautoy diz mesmo que os direitos do computador ou do smartphone devem ser equiparados aos direitos dos seres humanos, desde que o gadget tenha a noção de si próprio, ou seja, desde que seja considerado consciente.

O tema é polémico e ainda não recolheu consensos.

  • 333
  • A Campanha Antártica 2016-17 arrancou na quinta-feira com o envio de 19 investigadores portugueses para o polo sul. São sete projetos. Alguns deles prometem dar respostas para os fenómenos climáticos extremos que afetam… Portugal