exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Insólitos

Esquema de extorsão dirigido a piratas de pornografia rende 6 milhões

Dois advogados nos Estados Unidos tiraram proveito das falhas nas leis referentes aos direitos de autor para extorquir pessoas que descarregavam pornografia em sites de torrents.

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

Dois advogados, Paul Hansmeier e John Steele, estão a ser acusados no tribunal federal de Minnesota de tirar proveito das leis referentes aos direitos de autor para extorquir cerca de seis milhões de dólares (pouco mais de 5,7 milhões de euros) a piratas de pornografia. Ao longo de três anos, os suspeitos carregavam os seus próprios vídeos pornográficos para serviços de torrents e depois extorquiam as pessoas que descarregavam esses conteúdos.

Nos Estados Unidos, ao abrigo das leis referentes aos processos de direitos de autor, é possível descobrir os nomes de potenciais violadores. Ou seja: os advogados carregavam o próprio material pornográfico e depois descobriam quem o tinha descarregado e ameaçavam essas pessoas com um pedido de indemnização de 150 mil dólares. O objetivo era chegar a um acordo que rondasse os 4 mil dólares, revela o The Verge.

A maioria dos alvos de extorsão cedia às pretensões, mas quem contestava as ameaças legais tinha direito a um final feliz, pois os advogados optavam por abandonar o caso para não correr o risco de ter o esquema descoberto em tribunal.

Paul Hansmeier e John Steele enfrentam um total de 18 acusações, onde se encontram crimes de conspiração, fraude e lavagem de dinheiro, por exemplo.

  • 333