exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Insólitos

Mulher grávida mata namorado em vídeo para o YouTube

Uma mulher do Minnesota, nos EUA, é acusada de homícidio depois de ter disparado um tiro fatal contra o namorado. Ambos estavam obcecados em conseguir o maior número de visualizações no YouTube.

  • 333

Monalisa Perez chamou o 911 (o equivalente ao 112 português) depois de ter alvejado o namorado Pedro Ruiz III. O casal estava a filmar um vídeo para o YouTube e queria obter um grande número de visualizações com uma proeza arriscada. Ruiz, a vítima, convenceu a namorada a disparar um tiro de uma Desert Eagle .50 diretamente contra o seu peito. O homem estava a segurar um livro em frente ao peito e o par acreditava que uma vez que o tiro iria ser disparado a uma curta distância, essa “proteção” seria suficiente.

As autoridades encontraram um cenário montado com duas câmaras preparadas para filmar a cena toda e o corpo de Ruiz com uma ferida de bala no peito, tendo-o pronunciado como morto logo no local. O casal ia filmar o vídeo num local perto da casa onde estava a filha de três anos.

Horas antes, Perez tinha publicado no Twitter que ela e Pedro iam filmar um dos vídeos mais perigosos de sempre e que a ideia tinha sido dele e não dela. Um dia antes do incidente, Perez tinha filmado outro vídeo onde falava sobre o que poderia acontecer se conseguissem ter 300 mil seguidores no canal do YouTube.

Uma tia da vítima disse que já sabia dos planos deste jovem casal e que tentou dissuadi-los. «Porque queremos mais seguidores. Queremos ser famosos», foi a justificação dada por Ruiz.

  • 333