exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Insólitos

App “contracetiva” acusada de 37 gravidezes não planeadas

A app monitoriza alguns parâmetros na mulher para indicar qual o seu período mais fértil.

Natural Cycles

A Natural Cycles recorre a algoritmos para determinar os períodos de fertilidade das mulheres. Mas nem tudo parece estar a funcionar da melhor forma: em Estocolmo, 37 mulheres foram internadas para procedimentos de interrupção voluntária de gravidez depois de, alegadamente, a app ter falhado nos seus relatórios.

  • 333

Exame Informática

O hospital sueco, Södersjukhuset, alertou a Autoridade Nacional do Medicamento da Suécia sobre os 37 casos de mulheres que recorreram a tratamento médico nesta unidade hospitalar para interromper a gravidez. As mulheres, utilizadoras da app Natural Cycles, culpam a empresa produtora da app de ter falhado nas suas previsões.

Em declarações ao The Verge, a Natural Cycles diz não ter recebido nenhuma informação do Södersjukhuset, mas que estão em contacto com a MPA – a tal agência do medicamento sueca – para acompanhar cada caso reportado. A empresa admite que iniciou uma investigação interna com a colaboração do seu departamento clínico e, ainda ao The Verge, sempre vai relembrando que: «Nenhum contracetivo é 100% seguro e uma gravidez não planeada é um risco associado a qualquer contracetivo».

A Natural Cycles é uma app contracetiva certificada na União Europeia e disponível em todo o mundo. Tem 700 mil utilizadores e pode ser considerada uma alternativa a métodos contracetivos, como a pílula, ao analisar determinados parâmetros da mulher (como a temperatura do corpo) para detetar os seus períodos férteis. A app está desenhada para ser utilizada por mulheres a partir dos 18 anos.

A notícia foi avançada por um jornal sueco (link em sueco).

  • 333