exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Governo britânico disponibiliza ferramenta na Web que prevê datas de ataques cardíacos

O governo do Reino Unido começou a disponibilizar à população uma ferramenta online que calcula a idade cardíaca de cada internauta. Pouco depois surgiu a polémica: serão estas previsões fiáveis ou... serão apenas alarmismo? 

  • 333

Será possível prever a idade em que uma pessoa terá um ataque cardíaco? O Serviço de Saúde Nacional, do Reino Unido, não responde diretamente à questão e recorda que uma uma ferramenta online  que prevê a data de um ataque cardíaco pode ser útil para levar as pessoas a mudarem comportamentos e a adotar um estilo de vida mais saudável. A ferramenta não tardou a suscitar curiosidade e… polémica. 

As críticas são variadas: há quem lembre que a previsão de datas não é precisa e que muitos dos fatores associados às doenças cardíacos não são controláveis pelos pacientes, uma vez que são hereditários ou genéticos; e também que considere que o calculador terá como consequência a automedicação. 

Aseem Malhotra, especialista em cardiologia que costuma trabalhar no Frimley Park Hospital, do Reino Unido, dá voz aos dois pontos de vista dissonantes: «É importante ajudar a identificar as pessoas que estão em risco de sofrer doenças cardíacas, mas espero que tudo tenha sido analisado como deve ser; nós não queremos fazer os mesmos erros que vimos fazer nos EUA, onde este tipo de calculadores exageraram largamente os riscos», refere o especialista quando inquirido pelo The Telegraph.

O serviço que o governo britânico tem vindo a disponibilizar na Internet começa por solicitar ao internauta dados relativos ao peso, à altura, doenças cardíacas de familiares e se fuma ou não. Os internautas poderão ainda obter uma previsão mais precisa sobre a sua “idade cardíaca” se inserirem dados relativos ao colesterol e à pressão arterial.