exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Hack no Tinder põe homens heterossexuais a flirtar uns com os outros

O Tinder é uma rede social dedicada a encontrar os pares perfeitos. Agora, o serviço foi pirateado e levou homens heterossexuais a flirtar uns com os outros, pensando que estavam a falar com mulheres. 

  • 333

O hack foi criado por um programador da Califórnia que alterou o código da API do Tinder. O Tinder oferece um espaço virtual num fórum onde os utilizadores, maioritariamente homens, podem descarregar a agressividade e enviar mensagens de flirts. O engenheiro informático dos EUA conseguiu criar um programa que identifica dois perfis de homens heterossexuais e os agrega, usando um perfil falso como intermediário. Numa tentativa, o perfil falso já teve imagens da popular vlogger Boxxy e noutra tentativa mostrava a imagem de uma amiga do hacker, noticia o The Verge.

Cada um dos homens heterossexuais pensava que estava a falar com este perfil falso, quando na realidade se encontravam a flirtar um com o outro. Patrick, o pseudónimo do hacker, queria, numa primeira fase, «atirar à cara dos utilizadores aquilo que eles estavam a fazer aos outros para tentar ver como reagiam. O Tinder torna bastante fácil a possibilidade de se usarem bots no seu sistema. Desde que tenha um token de autenticação do Facebook, podemos interagir como colocar um robot a interagir como se fosse uma pessoa», explica o hacker. Nas primeiras doze horas de atividade do bot, Patrick conseguiu “sugerir” 40 relacionamentos e só interviu quando as suas vítimas se preparavam para marcar um encontro na vida real. 

  • 333