exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

YouTube: vêm aí os vídeos pagos e sem anúncios

O YouTube vai lançar um serviço de subscrição de vídeos que prevê a partilha de receitas com autores e produtores. O novo serviço atribui 55% da faturação aos produtores

  • 333

A direção do YouTube enviou um e-mail a produtores de conteúdos anunciando o futuro lançamento de um serviço de distribuição de vídeos que deverá funcionar por subscrição – e que permitirá contornar os tradicionais anúncios publicitários.

De acordo com a Bloomberg, o novo serviço de subscrição, que é pago por mensalidades, contempla a repartição da faturação entre YouTube e produtores de vídeos. 

A Venture Beat refere também que a YouTube promete entregar aos produtores de conteúdos 55% da faturação gerada por cada vídeo, tendo em conta a percentagem de visualizações e o tempo de visionamento alcançado pelos diferentes vídeos. 

A Google ainda não fez saber qual a data de lançamento do novo serviço e quais os custos mensais da subscrição.

Além de seguir a tendência já iniciada na área da música (por 9,99 dólares, o Music Key do YouTube já permite o acesso livre a 30 milhões de temas musicais), o novo serviço de subscrição de vídeos poderá representar uma aproximação do mais famoso portal de partilha de vídeos aos modelos de negócio da Netflix e da Hulu.

  • 333