exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Google: motor de busca vai dar prioridade a sites para telemóveis

As pesquisas efetuadas no Google através de telemóveis vão passar a dar maior relevância a sites otimizados para dispositivos móveis ou que estejam relacionados com apps que o utilizador descarregou.

  • 333

A Google estreia hoje um novo algoritmo para o motor de busca que vai passar a dar maior relevância aos sites otimizados para telemóveis e tablets em detrimento dos sites que não dispõem desse tipo de otimização. Além da formatação dos sites, o motor de busca mais famoso da Internet vai passar a dar relevância a resultados relacionados com apps que o utilizador instalou nos respetivos dispositivos. As alterações apenas deverão produzir efeito em pesquisas efetuadas através de telemóveis ou tablets.

Não é a primeira vez que a Google procede a alterações nos algoritmos que apuram os resultados de pesquisas através do motor de busca mais usado na Internet. As duas alterações que tinham sido anunciadas oficialmente produziram efeito em 3% e 13% dos resultados das pesquisas. 

A Google nem sempre anuncia oficialmente as alterações que introduz nos algoritmos de pesquisa – e o facto de ter anunciado a mais recente mudança no blog oficial da empresa levou alguns dos especialistas a acreditar que o novo algoritmo poderá ter um impacto bem maior nas listagens de resultados que as alterações efetuadas no passado. E por isso há quem apelide o novo algoritmo de mobileggedon.

As alterações agora anunciadas estão em preparação desde fevereiro, tendo a Google testado algumas versões experimentais antes da estreia levada a cabo durante o dia de hoje, informa o The Guardian
Com o lançamento de um novo algoritmo de pesquisa, a Google pretende dar seguimento às mais recentes tendências. Um exemplo: no Reino Unido, cada adulto gasta, em média, duas horas e 26 minutos diários por dia em frente a um tablet ou um telemóvel (sem contar com telefonemas), sendo que esse mesmo adulto não gasta mais de duas horas e treze minutos diários a usar um computador. 
As estimativas do Statcounter também ajudam a reforçar a tese da crescente migração para o duo telemóvel-tablet: em abril de 2012, os computadores deixaram eram responsáveis por cerca de 85,6% da navegação na Internet; em agosto de 2015 não foram além dos 62,4%. No mesmo período, a navegação na Internet através dos telemóveis passou de cerca de 10% para um total de 31,7%.
  • 333