exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Quer saber o preço da sua casa no Airbnb? A Beyond Pricing ajuda

Imagine que vai alugar a sua casa no Airbnb. Será que sabe qual o preço que pode cobrar. A aplicação Beyond Pricing foi criada com esse propósito. E já está disponível em Lisboa.

  • 333

Hugo Séneca

Foi fundada em São Francisco, EUA, mas já está disponível em Lisboa, para que todos os proprietários que estejam dispostos a alugar casas no Airbnb saibam qual o preço mais adequado que devem cobrar.

Chama-se Beyond Pricing e apresenta os valores de referência que poderão ser cobrados pelo dono de uma casa ao longo do ano. O que poderá resultar num aumento até 40% da faturação anual, garante a startup norte-americana. Os aderentes podem beneficiar de período de experiência grátis, antes de enveredarem pela modalidade paga, que tem um custo equivalente a 1% do valor de todas das reservas efetuadas no Airbnb.

A aplicação que pretende dar aos “senhorios” do Airbnb uma ferramenta similar àquela que hoje é usada por hotéis e condomínios de férias estima os preços de aluguer de casas de curta duração através de um algoritmo que tem em conta a taxa de ocupação hoteleira, a estação do ano, os dias da semana, os eventos previstos para a cidade, entre outros fatores.

O que é uma boa notícia para os proprietários poderá não ser uma boa notícia para quem procura uma casa para visitar uma cidade durante alguns dias. Um exemplo: durante a Maratona de Boston o algoritmo estimou um aumento de 300% nos preços mais adequados às casas alugadas no Airbnb. Em contrapartida, os preços que não refletem a procura arriscam-se a tornar-se demasiado elevados – e também não serão do agrado do potencial cliente.

Ian McHenry, fundador da Beyond Pricing, considera que se trata de uma questão de equilíbrio entre procura e oferta, como se pode confirmar na seguinte declaração reproduzida pelo El Pais: «Como temos centenas de utilizadores em todas as cidades do mundo, podemos usar o machine learning para refinar constantemente o nosso modelo e ajudar a aplicar preços cada vez mais justos».

  • 333