exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Anonymous atacam sites na Islândia contra a caça à baleia

Os ativistas Anonymous assumem a responsabilidade dos ataques sobre cinco sites oficiais da Islândia. Em causa estão as práticas de caça à baleia naquele país nórdico.

  • 333

Alguns hackers conotados com o movimento Anonymous publicaram um vídeo nas redes sociais onde exortam todos a piratearem sites ligados ao governo islandês como forma de protesto pela caça persistente à baleia que ocorre naquele país. Os sites afetados numa primeira vaga incluem o do primeiro-ministro e os dos ministérios do Ambiente e do Interior, noticia a Reuters. Estas páginas estiveram offline durante sexta e parte do sábado.

A Islândia faz parte da International Whaling Commission (IWC), um organismo inter-governamental que impôs a proibição de caça com fins comerciais em 1986. No entanto, apesar da proibição, a Islândia e a Noruega continuam com estas práticas. Um dos argumentos usados pela Islândia é que a proliferação de baleias reduz o peixe que têm à disposição para pescar e que isso tem um efeito demasiado profundo na economia do país que, recorde-se, está em recuperação depois de um crash em 2008.