exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Peta de 1 de abril deixou os utilizadores do Gmail furiosos

Desta vez, a mentira da Google correu mal. E a gigante tecnológica teve de acabar prematuramente com uma tal funcionalidade MicDrop, depois de várias queixas de internautas.

  • 333

Hugo Séneca

Antes da mentira de 1 de abril da Google, uma explicação: “Mic Drop” é uma expressão que significa literalmente “mandar o microfone ao chão” e que costuma ser usada pelos falantes da língua inglesa quando querem dizer que alguém vai acabar com a conversa. Feita a explicação, segue-se o relato da mentira de 1 de abril e de todas as confusões que gerou entre os utilizadores de Gmail: Como é tradição, a Google aproveitou o primeiro dia de abril para anunciar um produto mais ou menos imaginário, mais ou menos patético. Em 2016, a imaginação dos engenheiros da Google levou à criação de um ícone com um dos Mínimos (da série “Gru, o mal disposto”) e o título “Mic Drop”.

O ícone foi colocado junto do ícone de envio de mensagens do Gmail – e tinha uma particularidade: permitia enviar a mensagem, mas impedia que os destinatários mandassem respostas para o remetente original. Ou melhor: fazia um “Mic Drop” e por isso foi apelidada de MicDrop.

Era uma funcionalidade com contornos de partida que só deveria ter durado 24 horas, como todas as outras petas que a Google costuma lançar no dia de hoje – mas nem o período de vida inicialmente previsto esta nova funcionalidade conseguiu cumprir. Apesar dos avisos publicados no blogue oficial da Google, não demorou muito para a faceta mais azeda do primeiro dia de abril ganhar dimensão. Vários internautas queixaram-se de ter enviado e-mails sem saberem que não iam receber respostas; há mesmo um caso mais dramático de quem tenha enviado um e-mail e não tenha recebido a resposta com as emendas propostas por uma superior hierárquica – e acabasse por perder o emprego.

A maioria dos casos, segundo as críticas recolhidas em fóruns de ajuda da Google, refere que o uso do MicDrop aconteceu por mero acidente ou engano – mas quase todos eles aparentam não ter gostado muito da partida.

Face ao volume de queixas, a Google não teve outra alternativa senão desativar a funcionalidade Mic Drop antes da data prevista. Ao que parece, a funcionalidade poderá não ter sido implementada da melhor maneira.

«Bom, parece que desta vez pregámos uma partida a nós próprios. Devido a um bug, a funcionalidade MicDrop causou mais dores de cabeça que risos. Lamentamos muito. Esta funcionalidade foi desativada. Se essa funcionalidade continua visível, por favor carreguem de novo a vossa página do Gmail», refere a Google, quando questionada pelo The Guardian.

  • 333