exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Bitcoins em queda depois de ataque desviar 71 milhões

Um ataque a uma casa de câmbios de Hong Kong levantou a questão novamente: até que ponto as bitcoins são seguras?

  • 333

O valor das bitcoins registou uma quebra de cerca de 10% durante a noite de terça –feira. Na segunda-feira, cada bitcoin tinha um valor de 513 euros, mas bastaram 24 horas para que esse valor descesse até aos 462 euros.

A famosa criptomoeda aparenta estar em recuperação durante as primeiras horas da manhã de hoje, mas na memória dos investidores há um facto que se mantém presente: a casa de câmbios Bitfinex, em Hong Kong, confirmou ter sido alvo de um dos ciberataques mais chorudos alguma vez registados desde o lançamento das Bitcoins. Cerca de 120 mil bitcoins terão sido desviadas. O que, de acordo com o valor atual (com cada bitcoin a valer 492 euros), supera os 71 milhões de euros.

A par da falta de regulação e do mistério quanto ao criador da moeda (Satoshi Nakamoto é o pseudónimo mais falado), o valor das bitcoins ganhou assim um novo fator capaz de potenciar as oscilações de valor. Em 2014, a questão da segurança já havia sido levantada com a fraude milionária levada a cabo pela casa de câmbio Mt.Gox, do Japão, que viria a ser encerrada.

Em declarações à BBC, David Moskowitz, operador de câmbios baseado em Singapura, lembra que o ataque agora registado é revelador do atual cenário em que as transações com bitcoins são levadas a cabo: «As vulnerabilidade ocorrem quase sempre do lado das transações ou da carteira (que mantém as bitcoins) e esta é uma área que continua a necessitar de melhorias e de protocolos mais seguros, mas não é diferente daquilo que acontece quando um banco é roubado».

  • 333