exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Novo ransomware obriga utilizadores a infetar outras pessoas para salvar ficheiros

O malware chama-se Popcorn Time e obriga os utilizadores a pagar um resgate de 733 euros ou, em alternativa, a infetar outras duas pessoas.

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

A MalwareHunterTeam descobriu um novo tipo de ransomware que vai além do habitual pagamento pelo resgate dos dados. O malware chama-se Popcorn Time e recorre a encriptação AES-256 para bloquear os ficheiros do utilizador, exigindo em troca o pagamento de um resgate de uma bitcoin – um valor equivalente a 774 dólares, ou seja, cerca de 733 euros.

Este é o comportamento habitual do ransomware, mas o Popcorn Time acrescenta-lhe uma alternativa: o utilizador terá de enviar um link com o malware para outras duas pessoas; se elas forem infetadas e pagarem, então a vítima original recebe a chave de desencriptação de forma gratuita.

Os utilizadores infetados têm sete dias para pagar o resgate e a ZDNet refere que, se as vítimas inserirem a chave de desencriptação demasiadas vezes, o ransomware irá bloquear permanentemente os ficheiros. A última versão do malware é capaz de encriptar ficheiros nas pastas Documentos, Imagens, Música e Ambiente de Trabalho, além de dezenas de extensões de ficheiros.

A informação avançada pelos próprios cibercriminosos (e que carece de confirmação oficial) é de que se trata de um grupo sírio que pretende usar o dinheiro para «comida, medicamentos e abrigos para os necessitados». «Lamentamos muito estar a forçá-lo a pagar, mas é a única forma de sobrevivermos», refere a nota do Popcorn Time.

  • 333