exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Anonymous mandaram abaixo 10 mil sites em ação contra a pornografia infantil

Um membro dos Anonymous estreou-se em ciberataques lançando uma investida sobre o maior alojador de sites da Dark Web

  • 333

Freedom Hosting II, o maior servidor de alojamento de sites da dark web que só pode ser usado por quem tem instalado um browser Tor, foi atacado, na quinta-feira, por um ativista dos Anonymous que pretendia levar a cabo uma ação contra a proliferação de conteúdos relacionados com a pornografia infantil. Segundo o hacker, mais de 10 mil sites terão ficado inoperantes durante a ciberinvestida.

Em declarações ao site Motherboard, o hacker acusou o Freedom Hosting II de alojar metade dos sites de pornografia infantil que operam na Dark Web, ao abrigo do anonimato proporcionado pelo Tor.

O mesmo hacker recorda ainda que o Freedom Hosting II, que alberga um quinto dos sites existentes na parcela obscura da Internet, tem como limite de alojamento 256 MB – mas vários sites dedicados à pornografia infantil têm repositórios de vídeos e imagens com volumes de dados bem superiores, que chegam a superar os 30 GB. «O que leva a crer que andam a pagar por esse alojamento e que o administrador do site sabe desses sites. Foi nesse momento que decidi mandá-los abaixos», referiu o hacker, quando inquirido pelo Motherboard.

Depois do ataque, o membro dos Anonymous, que diz ter feito estreia com esta intrusão de grandes proporções, revelou os detalhes dos ficheiros que compõem o sistema do maior alojador de sites da Dark Web.

Os conteúdos dos sites bloqueados, por motivos de proteção das crianças que vão vítimas de abusos sexuais, não foram divulgados, mas o responsável pelo ataque promete fazer chegar a um especialista de segurança eletrónica os dados que permitem identificar os gestores dos sites, a fim de que essa informação seja encaminhada para a justiça.

  • 333