exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

China vai implementar nova lei de cibersergurança

A partir de quinta- feira, as empresas a trabalhar em território nacional chinês vão ser proibidas de recolher e vender informações pessoais dos seus utilizadores, os que infringirem a nova lei ficaram sujeitos a multa.

  • 333

Ruben Nascimento Oliveira

Uma lei aprovada em novembro pelo parlamento Chinês, vai entrar em vigor próxima quinta-feira. A partir dai, passa a existir um controlo mais restrito da monitorização e armazenamento de dados por parte das empresas a trabalhar em território chinês.

Os fornecedores de serviços online vão ser proibidos de recolher e vender informações pessoais dos consumidores que estejam armazenadas em servidores nacionais e a nova lei dá o direito aos utilizadores de pedir que os seus dados sejam apagados em caso de abuso.

«Aqueles que violarem as provisões e infringirem sobre informações pessoais vão ter de pagar multas pesadas» refere a agência de notícias oficial chinesa, Xinhua Anteriormente não existiam, no país, regras muito bem definidas relativamente à proteção de dados.

As empresas estrangeiras tentaram retardar a implementação da lei, alegando que esta iria prejudicar seriamente as suas atividades, reporta a Reuters.

Esta nova medida de controlo relativa à monitorização e armazenamento de dados, ameaça deixar as empresas tecnológicas estrangeiras fora de setores considerados críticos para o país, afirmam aqueles que criticam a nova legislação.

  • 333