exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Wareztuga fechou. Outra vez

O Wareztuga voltou a ser um sucesso – mas desta vez por muito menos tempo que a primeira versão. A equipa por detrás deste “regresso” diz nada ter a ver com os mentores da primeira versão do Wareztuga

  • 333

Ontem, a Exame Informática noticiou que o Wareztuga tinha regressado ao ativo com um novo endereço. Hoje, a notícia desfaz o que ontem era novidade: O Wareztuga voltou a fechar. Mais uma vez, por detrás deste encerramento está a atuação dos representantes dos direitos de autor.

Ao que a Exame Informática apurou, a equipa que geria a nova versão do Wareztuga decidiu fechar o site depois de uma ação de representantes da indústria de vídeo que levou à remoção dos conteúdos disponibilizados pelo site pirata. Na origem desta remoção de conteúdos está uma ação da Associação Portuguesa de Defesa de Obras Audiovisuais (conhecida pela sigla FEVIP), que terá solicitado a remoção dos vídeos a um serviço especializado no alojamento de sites e conteúdos na Internet, que operava com o Wareztuga.

A mesma FEVIP terá dados os primeiros passos para solicitar o bloqueio do endereço ao abrigo do memorando antipirataria na Internet, mas esse procedimento já não deverá ter aplicação prática uma vez que o endereço encerrou. Paulo Santos, responsável pela FEVIP, confirma que foi solicitado a um alojador romeno a remoção dos conteúdos. E faz ainda um reparo à forma como funciona o mercado publicitário na Internet: «É lamentável que haja empresas que estejam dispostas a fazer publicidade a serviços e produtos em sites que promovem atividades criminosas, como a pirataria».

No Wareztuga o fim chegou um pouco mais cedo que o esperado: «Encerramos o site para sempre», explicou a equipa da nova versão do Wareztuga, através do e-mail oficial do site, quando questionada pela Exame Informática. Os responsáveis pelo Wareztuga justificam o encerramento do site com a remoção de links e «com outros problemas».

Os mentores desta nova versão do Wareztuga dizem que, à exceção de um dos uploaders de conteúdos, não há qualquer relação com a primeira equipa do Wareztuga, que durante meses a fio fez finca-pé, evitando remoções de links e processos na justiça.

O lançamento de uma nova versão do Wareztuga terá começado a ser pensado há cerca de um ano, mas só recentemente terá ficado pronta para arrancar. Os líderes do site pirata confessam ter ficado surpreendidos com a procura registada. O que terá levantado algumas dúvidas quanto ao futuro.

«Sábado ou domingo iremos decidir se continuamos ou não com o projeto, visto que não esperávamos que crescesse tão rapidamente», explicou a equipa do novo Wareztuga, horas antes de o site ser alvo da remoção de conteúdos – e encerrar.

  • 333