exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

YouTube quer apresentar contexto “autoritário” para desmistificar teorias da conspiração

O YouTube quer combater a proliferação de notícias falsas e de teorias da conspiração. Uma das medidas mais recentes passa por mostrar contexto “autoritário” ao lado destes conteúdos.

  • 333

Exame Informática

O objetivo do YouTube é evitar a desinformação junto de vídeos de acontecimentos de última hora ou de eventos históricos como a chegada do Homem à Lua. A empresa anunciou que vai mostrar contexto mais autoritário proveniente de fontes como a Wikipedia ou a Encyclopedia Brittanica como forma de divulgar informação verdadeira e factual. O esforço passa ainda por colocar links de notícias de órgãos de referência ao lado de vídeos sobre acontecimentos de última hora. «É muito fácil produzir rapidamente um vídeo de má qualidade para aumentar a desinformação no caso de acontecimentos de última hora», disse Neal Mohan, responsável de produto, citado pelo The Verge.

O esforço do YouTube passa por investir dinheiro nestas iniciativas, mas também pelo apoio a operações de vídeo em mais de 20 mercadoss e a mais programas de literacia juvenil, com o apoio de criadores do YouTube.

Recorde-se que o Google teve uma iniciativa semelhante, de mostrar links para conteúdos de referência, mas rapidamente o algoritmo foi “enganado” e passou a mostrar links para sites mais duvidosos como o 4chan. O segredo do sucesso do YouTube passa por incentivar ao consumo de mais vídeos e, em certas circunstâncias, o portal sugere outros vídeos relacionados com base na popularidade dos mesmos e não na veracidade dos conteúdos transmitidos.