exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Twitter admite que esconde contas

Jack Dorsey regressou à liderança do Twitter. Será que ainda vai a tempo?

Drew Angerer - Getty Images

O CEO do Twitter está a ser ouvido pelo Senado nos EUA sobre receios de que a rede social esteja a “censurar” conteúdos conservadores. O responsável admite alguma falta de imparcialidade nos algoritmos.

  • 333

Exame Informática

Segundo as declarações de Dorsey, o Twitter terá reduzido a visibilidade de mais de 600 mil contas, incluindo as de alguns políticos republicanos. O responsável não conseguiu responder de imediato sobre se a maioria destas contas pertenceria a conservadores, democratas ou outros. Vários republicanos, incluindo o presidente dos EUA, acusaram o Twitter de ser parcial, o que motivou esta audiência.

«O Twitter não usa a ideologia política para tomar qualquer decisão, seja relacionada com o ranking dos conteúdos ou com a forma como aplicamos as regras», afirmou Dorsey, citado pela BBC.

Alguns utilizadores começaram a queixar-se de que os seus tuítes deixaram de aparecer nos resultados das pesquisas, o que poderia indiciar que a rede social estaria a aplicar-lhes um shadow ban. O CEO da empresa explica que são analisados centenas de sinais para decidir o que deve ser mostrado, colocado mais abaixo nos rankings ou filtrado. «Não fazemos shadow ban com base na ideologia política», completou.

No entanto, os responsáveis terão identificado que algumas contas estavam a ser escondidas com base no comportamento dos seus seguidores, o que seria errado e já estará corrigido.

Por outro lado, Jack Dorsey admite rever o texto das regras de utilização do Twitter, por se considerar que este não é claro, nem fácil de entender.