exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Facebook usado para leiloar casamento com adolescente

O caso aconteceu no Sudão do Sul e entre os cinco homens que fizeram licitações encontrava-se um membro do governo

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

O casamento com uma rapariga de 16 anos chamada Nyalong Ngong Deng Jalang foi leiloado no Facebook pela própria família da adolescente. O caso aconteceu no Sudão do Sul, foi revelado pela Vice News e está a ser descrito como uma forma de escravatura.

O post foi originalmente publicado a 25 de outubro e o Facebook revelou ao Mashable que removeu a publicação a 9 de novembro, data em que afirma ter sido informada do que se estava a passar, sob o argumento de que qualquer forma de tráfico humano é proibida na rede social. Contudo, a iniciativa peca por tardia, uma vez que a jovem já tinha casado no dia 3 de novembro, de acordo com a informação avançada pela Plan International, uma organização humanitária focada nos direitos das crianças.

O leilão contou com ofertas de cinco pessoas (um deles um membro do governo do Sudão do Sul) e a licitação vencedora foi a do empresário Kok Alat que ofereceu 530 vacas, três automóveis Land Cruiser V8 e 10 mil dólares (o equivalente a cerca de 8765 mil euros). Esta proposta levou os media locais a apelidar Nyalong Ngong Deng Jalang de “a noiva mais cara de África”.

Refira-se que, de acordo com a lei do Sudão do Sul, as mulheres têm o direito de consentir o casamento e que jovens com menos de 18 anos não podem ser exploradas ou abusadas. Contudo, a UNICEF alerta para o facto de que mais de metade das raparigas deste país estão casadas antes de completarem os mencionados 18 anos, pois as famílias encaram o matrimónio como uma forma de arranjar dinheiro.