exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

1700 gravações da Alexa vão parar ao utilizador errado (áudio do chuveiro incluído)

A Amazon enviou por engano os ficheiros de áudio para a pessoa errada. O lapso levanta questões sobre a privacidade dos proprietários de dispositivos Alexa

  • 333
Paulo Matos

Paulo Matos

Jornalista

Um utilizador pediu à Amazon que lhe enviasse toda a informação pessoal que a empresa dispusesse sobre si e acabou por receber 1700 ficheiros de áudio de uma pessoa que não conhecia a falar com a Alexa. O caso aconteceu na Alemanha e o utilizador entregou a informação à revista C't, que, a partir dos ficheiros áudio, conseguiu descobrir a morada e o nome e apelido da pessoa cuja informação foi erradamente partilhada. Aliás, ficou até a saber quem era a companheira e quais os seus gostos musicais.

Esta pessoa tinha colunas Alexa em várias divisões da casa, uma Echo na sala e um Fire Stick ligado à televisão. Além disso, tinha o hábito de utilizar a Alexa para definir alarmes, controlar dispositivos e colocar música a tocar enquanto tocava banho. Aliás, foi esta prática que levou a que alguns dos ficheiros de áudio gravados fossem de sons do chuveiro.

Em declarações à Business Insider, a Amazon refere que este foi um incidente isolado e fruto de erro humano. A empresa ofereceu novos dispositivos Echo e uma adesão gratuita ao serviço Prime como forma de compensação aos envolvidos.

A Amazon afirma que guarda este tipo gravações para poder melhorar os sistemas de reconhecimento de voz, sendo que os utilizadores podem descobrir que ficheiros de áudio seus estão guardados através de uma consulta ao site Amazon.com/alexaprivacy. A página permite até apagar alguns ou todos os ficheiros.

  • 333