exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Site revela quais as companhias aéreas que não usam reconhecimento facial nos EUA

Ativistas da Fight for the Future, Demand Progress e CREDO colaboraram na criação de uma página que ajuda os utilizadores a ver que companhias aéreas não estão a usar sistemas de reconhecimento facial nos aeroportos dos EUA.

  • 333

Exame Informática

A utilização de reconhecimento facial é um tema que preocupa ativistas e defensores da privacidade dos utilizadores. Algumas companhias aéreas têm optado por este sistema como forma de identificação dos passageiros, usando-no para substituir a tradicional verificação do cartão de embarque. Estas imagens são enviadas para as autoridades de controlos fronteiriços para que seja verificada a identidade de cada pessoa e os detalhes do seu voo.

Cada vez mais companhias aéreas, como a Delta, British Airways ou Lufthansa estão a usar estes sistemas, especialmente depois de uma instrução da administração Trump nesse sentido.

O site https://www.airlineprivacy.com/ mostra que o processo de scan do rosto demora apenas seis segundos e os dados biométricos são guardados, no caso dos não cidadãos dos EUA, para sempre no Department of Homeland Security.

Um porta voz da US Customs and Border Protection avançou ao The Guardian que a informação de saída dos cidadãos dos EUA é mantida durante 15 anos e que para os não cidadãos durante 75 anos. As fotos serão, alegadamente, guardadas apenas por um máximo de 12 horas.

A recolha de dados biométricos não é uma exigência da TSA, de Transport and Safety Administration, e não há informação relevante sobre como é que esta informação está a ser partilhada entre empresas ou agências governamentais. Os passageiros não sabem, mas podem rejeitar o seu uso. A American Airlines explicou que está a trabalhar num projeto piloto no aeroporto LAX de Los Angeles e que os passageiros podem não participar, optando por usar o cartão de embarque. Também a Lufthansa comentou dizendo que está a usar o reconhecimento facial apenas no LAX e que os passageiros podem rejeitar. A British Airways não comentou o tema.

  • 333