exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Vários operadores de telecomunicações atacados por hackers

Benjamin Torode - Getty Images

O ataque foi identificado pela empresa de cibersegurança Cybereason, mas a identidade dos atacantes permanece envolta em mistério, apesar das pistas que apontam para uma campanha com contornos políticos, que possivelmente foi apoiada por um governo

  • 333

Francisco JM Garcia

Um grupo de hackers entrou no sistema de mais de uma dúzia de empresas de telecomunicações, com o objetivo de roubar informação confidencial de várias personalidades políticas. Baseada nas conclusões da investigação da Cybereason, uma empresa de cibersegurança israelo-americana, a Reuters avança que os ataques podem ter ligações a uma campanha chinesa de ciberespionagem que afetou empresas em mais de 30 países.

De acordo com Lior Div, membro da administração da Cybereason, este grupo foi identificado pelas ferramentas que usaram para executar o ataque. Div afirmou que foi «pelo nível de sofisticação» dos atos que a Cybereason se apercebeu que não se tratava de um «grupo criminoso», mas, sim, de «um governo com capacidades para perpetrar um ataque desta escala», sublinhando que, no passado, métodos semelhantes foram usados por grupos de hackers chineses para atacar países como os Estados Unidos e seus aliados.

Embora o governo chinês negue qualquer envolvimento nestas atividades, segundo a Reuters, a empresa de cibersegurança optou por não revelar quais as empresas e países que saíram prejudicados desta situação.

Div explica que durante a cibercampanha as redes informáticas de muitas empresas ficaram vulneráveis e, em muitos casos, os hackers conseguiram roubar grandes quantidades de informação secreta com valor comercial e/ou pessoal. O responsável da Cyberreason refere ainda que o grupo construiu «um cenário perfeito de espionagem (…) no qual podem roubar informação dos seus alvos como bem entenderem».

  • 333