exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Google vai mostrar podcasts diretamente nos resultados de pesquisa

Foto: NurPhoto / Getty Images

Tecnológica já indexou mais de dois milhões de programas. Decisão pode resolver um dos maiores problemas dos podcasts

  • 333

A Google vai começar a mostrar episódios de podcasts diretamente nos resultados de pesquisa do motor de busca. A empresa também vai permitir que os utilizadores possam fazer esta pesquisa por voz e através do Google Assistant, que está integrado em dezenas de colunas inteligentes.

A novidade, revelada pela publicação The Verge, mostra um maior compromisso da Google relativamente àquele que é um formato multimédia em crescendo: um estudo recente do Reuters Institute revelava que, em Portugal, 34% das pessoas ouvem pelo menos um podcast por mês.

Ao integrar episódios de podcasts no motor de busca, a Google estará também a aumentar o círculo de distribuição desses conteúdos, pois atualmente a descoberta de novos podcasts ainda é feita muita à base de pesquisa em plataformas dedicadas, como o Spotify, Apple Podcasts ou Google Podcasts.

De acordo com a gigante norte-americana, já estão indexados dois milhões de podcasts, algo que é feito através do sistema RSS Feed. Para obter os resultados – que deverão surgir nas próximas semanas – será sempre necessário usar a palavra “podcast” para segmentar a pesquisa por esse formato.

Zack Reneau-Wedeen, gestor de produto da aplicação Google Podcasts, revelou ainda que a empresa vai usar métricas como audiência dos podcasts e a “autoridade” da marca de quem os publica para definir o posicionamento nos resultados do motor de busca. Esta nova funcionalidade vai contar ainda com a ajuda da equipa de spam da empresa para tentar identificar comportamentos abusivos que potenciem um melhor posicionamento nas pesquisas.

«À medida que os podcasts tornam-se mais ubíquos, e mais pessoas experimentam-nos, vão haver esforços semelhantes para viciar o sistema e isso é algo com o qual teremos de lidar», explicou ainda o porta-voz da Google.

  • 333