exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Internet

Comunidade queixou-se e YouTube recua nas alterações ao sistema de verificação

Foto: Reddit

O YouTube implementou um novo sistema de verificação para criadores, mas a comunidade não gostou, fez-se ouvir e a plataforma de vídeos já reverteu praticamente todo o processo.

  • 333

Exame Informática

O YouTube anunciou alterações à forma como atribui o símbolo de verificação, para proteger os criadores e evitar confusões sobre a identidade de quem fez cada vídeo. Os responsáveis explicam que recebem dezenas de milhares de queixas de criadores sobre o seu trabalho estar a ser apropriado por outra pessoa. Apesar disso, a comunidade não gostou das novas regras e a plataforma está a recuar quase por completo neste processo.

Todos os YouTubers que já tinham sido verificados, vão manter o "visto" da verificação e todos os outros vão poder pedi-lo assim que atingirem os 100.000 subscritores.

O plano original da empresa era manter a verificação de identidade apenas às grandes marcas e celebridades, o que significaria que o YouTuber comum não teria essa hipótese, a não ser que se tornasse um grande criador. Além disso, os responsáveis da plataforma teriam também a possibilidade de remover o estado de verificação de alguns canais, caso considerassem que esta proteção não era necessária.

Os criadores manifestaram-se contra o plano e exigiram manter a verificação, que é ostentada como um símbolo de autoridade na plataforma e nas caixas de comentários, lembra o The Verge.

A CEO do YouTube, Susan Wojcicki, escreveu no blogue: «Peço desculpa pela frustração & dor que causamos com a nossa nova abordagem à verificação (...) Embora estivessemos a tentar melhorar, falhamos o alvo».

Uma das únicas medidas do novo plano que vai avançar é a substituição do símbolo do "visto" por uma sombra cinzenta por trás do nome do canal – uma alteração que será lançada em 2020.

  • 333