Ex-CEO da Acer já manda na Lenovo Europa

Pedro Oliveira
03/04/2012 10:48
Philippe Desmazes/AFP/Getty Images Nos tempos da ACER onde conseguiu bons resultados e foi um dos responsáveis pela compra da Gateway e da Packard Bell. Hoje, na Lenovo, quer conquistar a Europa e o Médio Oriente. Será que consegue?

Gianfranco Lanci saiu da Acer no ano passado. Agora, é o responsável da Lenovo Europa e prepara a estratégia da empresa que quer chegar a número três no ranking dos fabricantes de PCs na região EMEA

A Lenovo pretende entrar no top 3 dos fabricantes de PC na região EMEA (de Europa e Médio Oriente). Para liderar as operações, foi escolhido Gianfranco Lanci, que abandonou a Acer no ano passado, devido a divergências com a administração da empresa. Lanci já estava a colaborar como consultor com a Lenovo.

A empresa pretende aumentar a quota de 8,7% que tem no mercado de PC na Europa e atingir os 10% nos dez principais países europeus, noticia a PC Pro.

O CEO da Lenovo, Yuanqing Yang acredita que estamos a entrar numa era onde o PC vai ser o coração do ecossistema doméstico, onde já existem smartphones, portáteis e tablets.

Palavras-chave

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Testamos um phablet da BQ com ecrã de seis polegadas com elevada resolução e que exige quase sempre a utilização de ambas as mãos.

Uma startup num minuto. A OceanScan zarpou dos laboratórios da Universidade do Porto para criar a única marca de submarinos robotizados portuguesa. No final do ano deverá faturar o primeiro milhão.

A Nvidia lança um tablet Android com ecrã de oito polegadas otimizado para jogos. Há um modo de consola para ligar o tablet à TV e um comando para jogar melhor. 

Já testamos o Sony Xperia Z3, um smartphone topo de gama com os lados arredondados e bastante resistente. 

Uma startup num minuto. Um papel e os sistema de pagamentos do Multibanco – é tudo o que a Last2Ticket precisa para criar um bilhete de concerto ou um voucher de hotel.

A Não perder

 Não é preciso gastar 500 euros para ter um bom smartphone! É o que provamos nesta edição, onde analisamos e comparamos 27 smartphones dos 60 aos 250 euros

EI Tv

Em destaque neste programa: frente a frente, os phablets mais desejados do momento.

Em destaque neste programa: fomos ver as casas que se movem e montamos uma impressora 3D a partir do zero.

Em destaque neste programa: testamos o Nvidia Shield e a pulseira inteligente Huawei Talkband B1.

 

 Não é preciso gastar 500 euros para ter um bom smartphone! É o que provamos nesta edição, onde analisamos e comparamos 27 smartphones dos 60 aos 250 euros

X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .