Departamento de justiça dos EUA move processo contra a Apple

Sérgio Magno
11/04/2012 16:06

As autoridades norte-americanas iniciaram um processo contra a Apple e algumas editoras acusando-as de concertação de preços nos e-books.

De acordo com a Bloomberg, o departamento de justiça dos Estados Unidos acusou a Apple, a Hachettte SA, a HarperCollins, a Penguin e a Simon & Schuster de concertação de preços nos livros eletrónicos.

Em causa está o modelo de negócio já conhecido da App Store da Apple, onde os produtores dos conteúdos estabelecem diretamente os preços, ficando a Apple com 30% do valor de venda. Este modelo choca com o modelo mais tradicional, onde são os vendedores, como a Amazon, que estabelecem os preços finais depois de comprarem os livros às editoras.

Palavras-chave

ATENÇÃO:ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Testamos um tablet da Samsung com um design fino e leve e um ecrã com um dos mais elevados contrastes de que nos recordamos. 

Conduzimos o e-Up, um carro elétrico e compacto da Volkswagen, destinado a circuitos urbanos.

Testamos uns auscultadores B&O Play bastante leves, arejados e com uma excelente qualidade de som.

Testamos uma impressora 3D da BQ, com uma relação qualidade-preço muito apelativa. Nesta fase, o produto destina-se a um público-alvo muito especializado.

Viajamos até à Holanda para conhecer a linha X de colunas da Sony. Destaque para o design e para a qualidade de som apreciável.

A Não perder

Juntámos as 100 melhores e mais surpreendentes Apps, que vão dar uma nova vida ao seu smartphone ou tablet. E a maioria é gratuita!

EI Tv

Em destaque neste programa: testamos o Galaxy Tab S, conduzimos o Volvo V60 D6 híbrido, análise ao Sony Xperia L, conheça o projeto Crystal Sense.

Em destaque neste programa: conheça o KeepIT, o fim dos interruptores de casa e o Volkswagen e-Up.

Em destaque neste programa: a primeira licenciatura em Bioinformática em Portugal e as novidades do Peugeot 108.

 

Em Wolverhampton, Reino Unido, um jovem de 25 anos foi condenado a 33 meses de prisão por ter filmado e distribuído ilegalmente o filme Fast and Furious 6. 

X

Sabia que o seu Internet Explorer está desatualizado?

Para usufruir da melhor experiência de navegação na nossa página web recomendamos que atualize para uma nova versão. Por favor faça a atualização aqui .