exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Impressão de armas 3D tenta defender os seus direitos

Wilson Cody, o criador de armas que podem ser feitas numa impressora 3D, vai montar uma empresa e tentar defender a sua propriedade intelectual para avançar com o projeto.

  • 333

A invenção de Cody é uma arma semi-automática, com capacidade para mais de 600 tiros e que pode ser feita em qualquer impressora 3D. Até aqui, as invenções eram lançadas pela organização sem fins lucrativos Defense Distributed. No entanto, no festival SXSW Wilson Cody mostrou os planos para os próximos tempos, que passam pela criação de uma empresa que arrecade 500 mil dólares em 30 dias e que possa assegurar a continuidade da iniciativa.

A empresa DefCad, agora anunciada, vai criar um motor de busca para quase tudo o que seja modelos de impressão 3D, à semelhança da secção Physibles do Pirate Bay, noticia o ArsTechnica.

O objetivo da criação da empresa é ajudar Cody e outros inventores a protegerem a sua propriedade intelectual. Nos EUA, Cody arrisca-se a ser condenado por estar a violar direitos de autor, sob o Digital Millenium Copyright Act. No entanto, este armeiro e estudante de Direito do Texas, já fez saber que poderá deslocalizar a empresa para países como Singapura, Eslováquia ou Rússia, onde o controlo não é tão rigoroso.

Os lucros da DefCad e do seu motor de busca podem provir dos tradicionais anúncios ao lado do botão de pesquisa, mas também de outras formas mais específicas, como links para impressão numa loja que fique próxima do utilizador ou para a compra da arma impressa num grande retalhista.

Cody explicou, por fim, que parte das receitas que conseguir com o site serão repartidas com instituições de apoio a veteranos de guerra e ao 4chan, para apoiar a liberdade de discurso na Internet.

  • 333