exameinformatica

Uma parceria VISÃO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Citius: Comissão de proteção de dados admite fazer auditoria

Filipa Calvão recorda que a Comissão Nacional de Proteção de Dados (CNPD) nunca foi ouvida durante o processo de constituição do Citius. A líder da CNPD mantém em aberto uma auditoria às bases dados e à plataforma da Justiça.

  • 333

O Citius começou a ser desenvolvido em 2002 – e apesar de conter mais de 3,5 milhões de processos judiciais que poderão conter informação sensível sobre a vida de parte considerável da população, nunca o Ministério da Justiça solicitou uma análise ou parecer da CNPD. 

Em entrevista para a Exame Informática, Filipa Calvão, presidente da comissão que supervisiona as políticas e práticas de privacidade em Portugal, recorda que a realização de uma auditoria ao Citius é uma hipótese que «não está afastada». 

Filipa Calvão sublinha que uma eventual intervenção da CNPD apenas incidirá sobre o tratamento de dados pessoais e «nada tem a ver com o facto de o sistema funcionar ou não funcionar». 

Na Exame Informática 233, que chega na quinta-feira às bancas, poderá ler a entrevista de Filipa Calvão e muitos outros temas que marcam a atualidade das tecnologias.