exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Três acusados por desviarem mil milhões de endereços de e-mail

Três spammers que vendiam imitações de aplicações conhecidas estão a ser acusados por uma das maiores fugas de informação de que há registo. Um dos suspeitos mantém-se em fuga.

  • 333

O Departamento de Justiça dos EUA não teve pruridos em descrever o cenário: foi uma das maiores fugas de informação de que há registo em Terras do Tio Sam. A esta descrição juntou mais dois números: mil milhões de endereços de e-mails desviados e três pessoas acusadas por acederem ilegalmente a um volume de endereços que seria suficiente para dar e-mail a um sétimo da população mundial. 

De acordo com a Reuters, os detidos terão usado os mil milhões de endereços para lançar uma campanha de spam que dava a conhecer imitações de aplicações conhecidas no circuito comercial. 

Dois dos acusados são vietnamitas; e há ainda um terceiro de nacionalidade canadiana. Atualmente, apenas um dos vietnamitas implicados nesta campanha de spam está detido depois de um pedido de extradição que os EUA enviaram para a Holanda; o outro mantém-se em parte incerta, em plena fuga às autoridades. O cidadão canadiano com o nome bastante lusófono David-Manuel Santos Da Silva foi detido na Florida sob a acusação de lavagem de dinheiro. 

As campanhas de spam terão tido por base o ataque a empresas que disponibilizam contas de e-mails para os internautas. A venda das imitações de software terá rendido ao trio somas avultadas. As autoridades dos EUA estimam que, pelo menos dois dos suspeitos, terão recebido comissões de dois milhões de dólares. 

  • 333