exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Mercado de impressoras 3D já vale 3 mil milhões de euros

Preços mais baixos e melhores desempenhos fizeram com que o mercado global de impressoras 3D gerasse receitas de cerca de 3 mil milhões de euros no ano passado, fruto da venda de quase 133 mil unidades.

  • 333

Os dados da Canalys mostram que o mercado de impressoras 3D cresceu 34% no ano passado, quando comparado com 2013, atingindo os 3 mil milhões de euros (valor que inclui não só as impressoras como os materiais e serviços associados). Refira-se que as remessas destes equipamentos aumentaram 68%, atingindo-se a marca de 133 mil unidades, adianta a ZDNet.

Joe Kempton, analista da Canalys, refere que a época natalícia teve um impacto especialmente significativo nos números alcançados no segmento de consumo, já que muitos utilizadores aproveitaram para comprar a sua primeira impressora 3D, sendo que tal deveu-se à combinação de preços mais baixos com melhores tecnologias e velocidades de impressão mais rápidas.

Para se ter noção da importância que teve o último trimestre, há que referir que só nesses meses foram obtidas receitas superiores a mil milhões de euros, provenientes da venda de 41 mil impressoras 3D a nível mundial.

Por regiões geográficas, a EMEA foi responsável por 31% das vendas no ano passado, o continente americano por 42% e a Ásia e Pacífico por 27%.

A nível de fabricantes, a MakerBot e a Ultimaker registaram um crescimento significativo, sendo que marcas chinesas como a XYZPrinting também aumentaram consideravelmente as vendas. A Canalys destaca que parte do segredo do sucesso destas marcas foi o facto de produzirem impressoras 3D fáceis de usar a preços reduzidos.

  • 333