exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Talkdesk garante 13 milhões e avança com contratação de 100 portugueses

Uma startup criada por dois jovens portugueses conseguiu angariar 15 milhões de euros junto de uma empresa de capital de risco que tem no currículo o investimento no Twitter e no Skype.

  • 333

Em quatro anos, a startup Talkdesk contratou 70 pessoas e garantiu mais de 2000 clientes dispersos por 50 países. Hoje, a empresa fundada nos EUA por dois jovens engenheiros formados no Instituto Superior Técnico anunciou a angariação de 15 milhões de dólares (13,2 milhões de euros) junto de investidores privados.

O que é que a Talkdesk tem? Resposta: desenvolve uma solução que permite a qualquer empresa criar, em cinco minutos, um serviço de atendimento telefónico a partir da cloud.    

Num comunicado enviado às redações, a startup criada por Cristina Fonseca (na foto inserida nesta página) e Tiago Paiva informa que o investimento garantido através de entidades de capital de risco vai ser aplicado no reforço do efetivo. Durante os próximos tempos, a empresa conta contratar 100 profissionais para a unidade que mantém em Portugal. O recrutamento deverá incidir sobre engenheiros, designers, profissionais de marketing e apoio ao cliente.

A mais recente ronda de investimento foi liderada pela empresa de capital de risco DSJ, que tem no currículo o investimento nas conhecidas Skype, Twitter e Tumblr.

Num depoimento conjunto, Tiago Paiva e Cristina Fonseca reforçam o otimismo que os levou a migrar, há quatro anos, para os EUA para lançar uma plataforma que permite criar um serviço de atendimento telefónico que pode ser integrado nas bases de dados e software de gestão de uma empresa. «A maioria das soluções de call-center baseadas na cloud não disponibiliza as funcionalidades necessárias às empresas para cumprir as crescentes expectativas de serviço. Desenvolvemos a Talkdesk para responder às necessidades deste mercado que vale cerca de 20 mil milhões de dólares. Conseguimos isto ao tornar simples para as empresas o desenvolvimento de uma solução robusta de call-center baseada na cloud que disponibiliza informação de contexto sobre os seus clientes, sem a complexidade ou custo associado a uma implementação tradicional». 

  • 333