exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Qualcomm: mais uma marca americana investigada na UE

Terá a Qualcomm praticado dumping? Eis a questão a que as autoridades europeias vão tentar responder nos próximos tempos.

  • 333

A Comissão Europeia iniciou dois inquéritos às práticas concorrenciais da fabricante de chips e semicondutores Qualcomm. Segundo a Reuters, um dos inquéritos terá por objetivo saber se a marca norte-americana terá fomentado uma relaçãod e exclusividade junto dos clientes, através de incentivos financeiros que teriam como objetivo ganhar quota de mercado e prejudicar a concorrência.

A política de preços praticada por esta gigante dos chips usados em gadgets e telemóveis também vai ser alvo de escrutínio. Neste segundo inquérito, os peritos da Comissão Europeia tentarão apurar se houve ou não práticas de dumping.

Num comunicado, a Comissão Europeia faz saber que os inquéritos terão por principal referência jurídica o artigo 102 do Tratado de Funcionamento da UE, que tem por objetivo evitar situações de abuso de posição dominante.

Margrethe Vestager, comissária Europeia com a pasta da Concorrência, já tornou público um depoimento sobre os dois inquéritos à Qualcomm: «Estamos a lançar estas investigações porque queremos ter a certeza de que os fornecedores de tecnologias podem concorrer com base no mérito dos respetivos produtos. Muitos consumidores usam dispositivos eletrónicos, como os telemóveis ou tablets, e nó queremos garantir que esses produtos valem o dinheiro que é gasto».

A Qualcomm não é a única marca tecnológica americana a ser alvo das autoridades europeias: Microsoft, Apple, Amazon, Intel, Google têm vindo a ser investigadas (e nalguns casos sancionadas com multas milionárias) pelas alegadas práticas agressivas no mercado europeu.

  • 333