exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Novo ataque de resgate de dados envolve o Windows 10

A Cisco detetou um esquema de resgate de dados onde os hackers usam o nome do Windows 10. As vítimas veem os seus dados serem sequestrados e são convidadas a pagar um resgate.

  • 333

O ransomware é uma prática popular que consiste em um pirata informático conseguir entrar numa máquina e encriptar todos os dados relevantes. O utilizador vê depois uma mensagem onde é convidado a pagar um determinado resgate para que os dados sejam devolvidos.

Nick Biasini, da Cisco, explica que foi detetada uma variante do ataque onde os hackers dizem ser parte da Microsoft e estão a oferecer o Windows 10 através de um ficheiro instalador, que a vítima deve executar no seu computador. Ao descarregar e executar este ficheiro, os dados são encriptados e o utilizador é “expulso” da sua própria máquina, explica a ZDNet.

O CTB-Locker, nome deste ataque, apresenta uma mensagem enviada através da rede anónima Tor e o pagamento deve ser feito em Bitcoin, o que o torna praticamente indetetável.

Estima-se que os custos do ransomware global cheguem aos 18 milhões de dólares e notam-se cada vez mais ataques deste tipo, uma forma fácil de afetar muitos utilizadores e ganhar dinheiro rapidamente.

Não existem formas fáceis de desencriptar os dados, pelo que a solução para não se tornar mais uma vítima passa por não instalar software que provenha de fontes desconhecidas, mesmo que lhe pareçam oficiais.

  • 333