exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Pentágono, Apple e Boeing juntam-se para desenvolver tecnologia wearable

A parceria vai centrar-se no desenvolvimento de wearables para fins militares e o projeto vai custar 171 milhões de dólares.

  • 333

Paulo Matos

Apple, Boeing e Harvard estão entre as entidades que fazem parte da FlexTech Alliance e que vão colaborar com o Pentágono no desenvolvimento de tecnologia wearable. Segundo a Reuters, os rápidos desenvolvimentos que se têm registado nesta área está a forçar o Pentágono a ter de realizar parcerias com o setor privado em vez de desenvolver a tecnologia por si só.

A confirmação desta parceria foi dada por Ash Carter, Secretário da Defesa dos Estados Unidos, e as principais áreas de foco estarão relacionadas com a impressão 3D de peças de eletrónica com sensores embutidos e que possam ser usadas pelos soldados, sendo que não está posta de parte a possibilidade de se criarem itens aviões ou barcos.

O governo americano vai contribuir para o projeto com 75 milhões de dólares (cerca de 66,5 milhões de euros) ao longo de cinco anos. As empresas privadas vão acrescentar 90 milhões de dólares e as autoridades locais contribuirão com os restantes 5 milhões, de modo a atingir-se uma verba total de 171 milhões.