exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Força Aérea dos EUA quer ter caças com lasers em 2020

Os ramos militares dos EUA já têm armamento a laser em vários formatos. Agora, sabe-se que a Força Aérea quer equipar aviões de combate com lasers para derreter misseís, drones ou atacar outros aviões.

  • 333

A confirmação chegou durante um discurso do general Hawk Carlisle que afirmou que o dia em que se coloque um módulo de energia direta num caça está mais próximo do que se julga, cita o Engadget.

O protótipo mais próximo de chegar ao mercado deve ser o HELLADS de 150 kW, ou seja, os High Energy Liquid Laser Area Defense System que medem 1,2x0,4x0,5 metros e que poderão ser usados a bordo de um drone não tripulado Predator C.

Este tipo de armamento é portátil e mais leve e pequeno do que os lasers habituais. O HELLADS, por exemplo, tem um volume de três metros cúbicos e pesa menos de 5 kg por quilowatt.

Sabe-se que os testes, antes de definir a integração nos aviões militares, passam por disparar o laser contra morteiros, rockets, drones, mísseis que simulem terra-ar e veículos terrestres e aéreos no deserto.

Espera-se que os testes comecem nos próximos meses, com a integração a ser possível a partir de 2020.