exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Tailândia: Gamers unem-se por acessos livres à Net

Na Tailândia, o regime ditatorial já baniu o Facebook, as Bitcoins e alguns jogos. No entanto, agora pretende-se criar um ponto único de acesso à Net, o que facilitaria o controlo por parte da junta militar.

  • 333
Eis um cabo ethernet todo cheio de cores para dar a ideia de que os geeks também são fashion

Eis um cabo ethernet todo cheio de cores para dar a ideia de que os geeks também são fashion

Já lhe chamam a Grande Firewall da Tailândia e trata-se de várias censuras impostas pela junta militar que detem o poder naquele país asiático. Agora, os militares pretendem manter apenas uma ligação da Tailândia com o resto do mundo, através de um único ponto de acesso. Esta solução permitiria uma maior censura e um controlo e vigilância mais apertados, de forma mais simples.

A população não ficou de braços cruzados e, nos últimos dias, multiplicaram-se os ataques a sites do governo, com ataques coordenados de DdoS, ou de negação de serviço. Os ataques estão a ser reivindicados por vários tipos de comunidades, como hackers, grupos de defesa da privacidade e também gamers. Os ataques foram coordenados através do Facebook onde os utilizadores foram convidados a fazer refresh em várias páginas do governo tailandês até os servidores ficarem sem capacidade de resposta.
Fonte governamental confirmou que o plano de ter apenas um ponto de acesso único visa oferecer ligações mais rápidas e tornar a gestão mais barata para o govenro. O General Prayut Chan-o-cha disse ainda que plano não iria para a frente se se concluisse que viola os direitos humanos.