exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Comissão Europeia pode apostar em vistos para profissões tecnológicas

A cada ano que passa ficam por preencher 160 mil postos de trabalho na indústria das tecnologias europeia. O Comissário Europeu para a Economia e Sociedade Digitais lembra que a escassez poderá obrigar à contratação de profissionais chineses e indianos.

  • 333

Günther Oettinger, comissário europeu para a Economia e Sociedade Digitais, admitiu hoje que a escassez de profissionais de tecnologias na UE poderá obrigar à contratação de profissionais chineses e indianos. O comissário europeu referiu como hipótese a aplicação de medidas equivalentes ao “green vista”, que está em vigor nos EUA, com o propósito de agilizar a imigração de pessoas de estados de fora do espaço comunitário que têm competências em determinadas especialidades da indústria tecnológica.

Durante a participação no evento ICT2015, que arrancou hoje em Lisboa, Oettinger fez saber que, a cada ano que passa, há 160 mil vagas que ficam por preencher na indústria das tecnologias da UE.

Apesar da educação e da formação profissional serem áreas da exclusiva competência de cada estado-membro, o comissário europeu fez saber que pretende propor aos ministros da educação dos estados membros um acordo com o objetivo de aumentar o número de profissionais de tecnologias, e fomentar a literacia digital nos diferentes ciclos de ensino.

  • 333