exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Wal-Mart quer fazer entregas por drone

A cadeia de lojas dos EUA pediu a aprovação para testar drones capazes de fazer entregas e de organizar inventário nos armazéns, numa medida que visa tornar a empresa mais competitiva face à rival Amazon.

  • 333

É uma das grandes marcas do comércio, com a maior faturação e soube-se agora que está há sete meses a testar dentro de portas drones da chinesa DJI para fazerem as entregas das suas compras. A Wal-Mart quer ainda usar os drones para organizar os seus armazéns e executar outras tarefas relacionadas com as entregas online, noticia a Reuters. O objetivo da cadeia é que os drones possam fazer entregas aos clientes dentro das suas instalações ou mesmo levar as compras a casa de cada um, noticia a Reuters.

Sabe-se que a Wal-Mart pediu agora a autorização necessária à FAA, a entidade que regula o espaço aéreo nos EUA e que pode demorar até quatro meses para avaliar o pedido. A FAA já aprvou mais de 2100 exceções que permitem o teste de voos comerciais de drones.

O porta-voz da Wal-Mart diz que os drones têm um potencial fantástico e que existe uma loja Wal-Mart a sete quilómetros de 70% da população dos EUA, o que «cria algumas possibilidades fantásticas para servir os clientes com drones».

Do lado da Amazon, a gigante online já fez saber que poderá fazer entregas por drones assim que a legislação o permitir.