exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

DECO alerta para inutilidade de seguros de equipamentos eletrónicos

A entidade de defesa do consumidor considera que os seguros para equipamentos eletrónicos que se contratam no final de uma compra apresentam tantas exclusões quando são acionados que se revelam inúteis.

  • 333

Paulo Matos

Quem compra um equipamento eletrónico (computador, telemóvel ou tablet, por exemplo) numa das grandes lojas de retalho em Portugal costuma ser brindado no final com uma pergunta a indagar se quer contratar um seguro que cobrirá qualquer situação não abrangida pela garantia legal, como roubo, avarias ou danos acidentais. Agora a DECO veio a público revelar que este ano recebeu centenas de reclamações de consumidores que contrataram seguros de equipamentos eletrónicos que, quando acionados, tinham tantas exclusões que “se revelaram totalmente inúteis”, avança a entidade em comunicado de imprensa.

“Os consumidores estão a ser pressionados para contratar produtos inúteis e que desrespeitam a lei”, afirma a jurista Carla Varela, responsável pelo estudo realizado pela DECO às condições gerais destes seguros. Amanhã, dia 4, a equipa de atendimento jurídico da DECO prestará gratuitamente apoio aos consumidores sobre este tema através de linha telefónica – 808 780 507 – e pessoalmente na sua sede ou nas seis delegações regionais (que podem ser consultadas aqui).

  • 333