exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Tesla vai recolher 90 mil carros devido a falha no cinto de segurança

Bastou descobrir uma falha num cinto de segurança de um único carro elétrico, para a Tesla ordenar a recolha e consequente revisão de 90 mil veículos Model S.

  • 333

Hugo Séneca

A descoberta foi feita na Europa – e apenas num único carro Model S. De acordo com a Ars Technica, foi o suficiente para que a Tesla tenha ordenado a recolha, para efeitos de revisão técnica, de 90 mil carros elétricos do mesmo modelo.

Para acautelar um qualquer cenário negativo em termos de imagem da marca, a Tesla decidiu assumir o controlo da situação, revelando que a recolha dos veículos está relacionada com o facto de ter sido descoberta uma falha que terá afetado a forma como um dos cintos de segurança dianteiros se conecta a um dos pré-tensores.

«O veículo em causa não esteve envolvido em nenhum acidente e não causou nenhum dano físico», explicitou a marca de automóveis elétricos. Nenhum dos três mil veículos Model S já verificados revelou igual falha, mas a marca liderada por Elon Musk, numa decisão que é reveladora do estado de alerta em que se encontra a indústria automóvel depois dos recentes escândalos em torno de bugs e problemas de software, preferiu não arriscar e avançou com a recolha de veículos Model S.

A Tesla recorda que a potencial falha agora revelada num dos automóveis pode ser detetada por qualquer pessoa, com um puxão do cinto de segurança equivalente a «à força de pelo menos 80 libras (mais de 36 quilos)», mas também lembra: «Este procedimento até pode ajudar a descobrir uma falha no cinto de segurança quando está encaixado, mas não é suficiente para substituir a necessária inspeção por um dos técnicos da Tesla».

  • 333