exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Poderá a Yahoo continuar a ser a Yahoo se vender os negócios na Internet?

Na Yahoo, é chegada a hora da verdade: poderá o histórico portal continuar a operar se vender os serviços de e-mail e de notícias? O spin-off das ações do Alibaba é outra opção em aberto.

  • 333

Entre hoje e sexta feira, Marissa Mayer vai estar sujeita à maior das provas de fogo desde que chegou à cadeira de CEO da Yahoo. Durante estes três dias, a direção da Yahoo vai analisar o percurso do histórico portal nos últimos tempos – e tudo indica que vai haver mudanças. Sobre a mesa, estão duas decisões possíveis: a venda dos negócios e serviços da Internet da Yahoo; e o spin-off das ações do grupo Alibaba, que estão avaliadas em 30 mil milhões de dólares.

De acordo com o Wall Street Journal, a Yahoo poderá vir a enveredar pelas duas opções, apenas por uma delas, ou até enjeitar as duas alternativas.

Entre os serviços de Internet do Yahoo, encontram-se as contas de e-mail e o serviço de notícias, que totalizaram mais de 210 milhões de visitantes em outubro e figuram no terceiro lugar dos sites mais visitados nos EUA – apenas atrás do Facebook e do Google.

De acordo com a Reuters, a Yahoo começou a trabalhar no spin-off das ações da Alibaba em setembro. Na altura, as autoridades norte-americanas recusaram-se a considerar a operação como estando isenta de impostos, mas essa decisão não deverá obstar ao eventual spin-off.

Qualquer que seja a decisão, dificilmente Marissa Mayer escapará ao escrutínio – e às questões – de acionistas e investidores. Algumas das apostas estratégicas tomadas durante os quatro anos à frente da Yahoo deverão constar igualmente na agenda. A alegada sobreavaliação da Tumblr, comprada por 1,1 mil milhões de dólares, a saída de alguns diretores de topo, os resultados diminutos da estratégia de inserção de anúncios em plataformas de telemóvel, vídeo e redes sociais dificilmente deixarão Marissa Mayer em posição confortável durante as reuniões que vão ter lugar nos próximos três dias. O futuro da Yahoo está em aberto.

  • 333