exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Barack Obama pede ajuda a Silicon Valley para o combate ao terrorismo

O presidente dos EUA vai reunir-se com os líderes de empresas de tecnologias com o objetivo de promover o desenvolvimento de ferramentas capazes de detetar e bloquear atividades terroristas nas redes sociais

  • 333

Barack Obama está apostado em trazer para a frente de luta ao terrorismo as ideias e o talento das empresas de tecnologias. Num discurso transmitido a partir da famosa Sala Oval, o presidente dos EUA convocou as empresas de Silicon Valley a participar no desenvolvimento de mecanismos que limitem as investidas de grupos terroristas na Internet.

«Venho solicitar aos líderes das empresas tecnológicas e das autoridades legais que tornem mais difícil o uso de tecnologias com o propósito de escaparem à justiça», proferiu o presidente americano citado pela Reuters.

O recente ataque terrorista que matou 14 pessoas em San Bernardino pode ter desbloqueado o debate em torno da denominada vigilância eletrónica. Na Câmara dos Representantes, alguns membros do Partido Republicano já exigiram à Casa Branca medidas que permitam detetar atividades subversivas ou terroristas na Internet. Algumas dessas vozes chegaram a solicitar o uso de encriptações que os serviços de segurança consigam contornar facilmente.

Aparentemente, Obama estará disposto a dar o respetivo contributo para a luta contra o terrorismo nas redes sociais. Nos tempos mais próximos, o presidente Barack Obama vai reunir-se com várias líderes de empresas tecnológicas com o objetivo de as alertar para a necessidade de desenvolvimento de ferramentas que detetem ou bloqueiem as atividades terroristas nas redes sociais.

Será desta que Silicon Valley se alia ao combate ao terrorismo?

  • 333