exameinformatica

Uma parceria EXPRESSO

Siga-nos nas redes

Perfil

Mercados

Zuckerberg apoia muçulmanos no Facebook

Num clima de tensão entre o Ocidente e os cidadãos muçulmanos confundidos com terroristas, o fundador do Facebook expressou o seu apoio àquela comunidade.

  • 333
Mark Zuckerberg duplicou a sua fortuna pessoal. Tem agora 28,5 mil milhões de dólares e subiu do nono para o sexto lugar.

Mark Zuckerberg duplicou a sua fortuna pessoal. Tem agora 28,5 mil milhões de dólares e subiu do nono para o sexto lugar.

«Se é um muçulmano na comunidade do Facebook, quero que saibam que são sempre bem vindos aqui e que iremos lutar para proteger os vossos direitos, criando um ambiente pacífico e seguro para todos vós», escreveu Mark Zuckerberg no seu perfil do Facebook.

O responsável da rede social refere ainda que só consegue imaginar o medo que os muçulmanos possam estar a sentir depois dos atentados de Paris e do massacre na Califórnia. O executivo mostra estar atento a um grupo que constitui 20% da população mundial.

As declarações de Zuckerberg mostram ainda que os executivos de Sillicon Valley estão cada vez mais politizados e que expressam a sua opinião sobre temas cada vez mais vastos como cibersegurança ou os direitos dos gays.